SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Symbolic capital of the work of the female health visitors of the Public Health Service Foundation in the State of Alagoas, BrazilWriting the history of knowledge in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


História, Ciências, Saúde-Manguinhos

Print version ISSN 0104-5970On-line version ISSN 1678-4758

Abstract

CONTATORE, Octávio Augusto; TESSER, Charles Dalcanale  and  BARROS, Nelson Filice de. Medicina chinesa/acupuntura: apontamentos históricos sobre a colonização de um saber. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2018, vol.25, n.3, pp.841-858. ISSN 0104-5970.  http://dx.doi.org/10.1590/s0104-59702018000400013.

O colonialismo ocidental influenciou, a partir do século XIX, o encontro entre saberes tradicional e moderno, resultando na sobreposição da medicina ocidental como modo privilegiado de conhecimento. Em 1958 oficializou-se, sob o nome de medicina tradicional chinesa, a hibridização entre as medicinas chinesa e ocidental e, por meio do desenvolvimento da pesquisa biomédica sobre a acupuntura, cresceu o distanciamento do saber tradicional. Este ensaio aborda mudanças históricas sofridas pela medicina chinesa/acupuntura e discute, sob a óptica pós-colonial, os efeitos de sua absorção pela racionalidade médica moderna. Concluiu-se que o cientificismo na medicina chinesa não ampliou seu potencial terapêutico e resultou na perda de sua autoridade epistemológica.

Keywords : medicina tradicional chinesa; acupuntura; biomedicina; colonialismo.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )