SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número2Eleições, estabilidade democrática e socialização política no Brasil: análise longitudinal da persistência de valores nas eleições presidenciais de 2002 a 2010Voto e identificação partidária: os partidos brasileiros e a preferência dos eleitores índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Opinião Pública

versión impresa ISSN 0104-6276

Resumen

VEIGA, Luciana Fernandes. O partidarismo no Brasil (2002/2010). Opin. Publica [online]. 2011, vol.17, n.2, pp.400-425. ISSN 0104-6276.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-62762011000200005.

Este trabalho tem como objetivos monitorar o tamanho da onda decrescente da identidade partidária e de sua onda reversa; acompanhar as mudanças nos perfis dos eleitores no que se refere à escolaridade, região e ideologia; contribuir para o debate sobre a composição da mudança com análise da taxa de identidade partidária em meio a diferentes segmentos sociais. Constata-se que o perfil dos eleitores partidários no Brasil, após sofrer não desprezíveis mudanças em um período curto, encontra-se em 2010 com mais escolaridade do que em 2006; mais voltado para o Norte/Centro Oeste e o Nordeste e mais conservador do que nos dois outros momentos.

Palabras clave : Identidade partidária; partidos políticos; PT; CSES-ESEB 2010.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons