SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Voto e identificação partidária: os partidos brasileiros e a preferência dos eleitoresOs programas de transferência de renda e o voto regional nas eleições presidenciais de 2010 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Opinião Pública

Print version ISSN 0104-6276

Abstract

BEZERRA, Heloisa Dias  and  MUNDIM, Pedro Santos. Qual foi o papel das variáveis midiáticas na eleição presidencial de 2010?. Opin. Publica [online]. 2011, vol.17, n.2, pp. 452-476. ISSN 0104-6276.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-62762011000200007.

Neste artigo apresentamos os resultados de um estudo preliminar sobre os efeitos de variáveis midiáticas no processo de decisão do voto dos brasileiros para a eleição presidencial de 2010. Os resultados de modelos logísticos multinomiais estimados com os dados do ESEB 2010 sugerem que duas das cinco variáveis midiáticas utilizadas - debates e atenção política - influenciaram o voto dos eleitores a favor de Serra, e contra Dilma, respectivamente no 1º e no 2º turnos da eleição. Ao mesmo tempo, outras duas variáveis apresentaram resultados contra intuitivos: a maior exposição aos jornais impressos e ao programa Brasil Urgente aumentavam a probabilidade de o eleitor preferir abster-se, votar em branco ou nulo do que votar em Dilma. Ainda que esta seja uma análise inicial, esses resultados estão mais em sintonia com as visões que defendem um papel mais ativo da mídia durante as eleições do que com aquelas que defendem a sua irrelevância.

Keywords : Meios de Comunicação de Massa; Efeitos da Mídia; Voto; Eleição Presidencial de 2010; CSES-ESEB 2010.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese