SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 issue13Individualismo, anonimato e violência na metrópoleAragarças: a cidade encantada no sertão de Goiás author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183

Abstract

LOW, Setha M.. Cultura in the modern city: the microgeographies of gender, class, and generation in the costa rican plaza. Horiz. antropol. [online]. 2000, vol.6, n.13, pp.31-64. ISSN 0104-7183.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71832000000100003.

Este artigo examina as microgeografias cotidianas no Parque Central e na Praça da Cultura, duas praças localizadas no centro da cidade de São José, Costa Rica. Estas localidades são criadas por atributos temporais e espaciais individuais dos usuários da praça cujas atividades e movimentos diários define este espaço. As crescentes diferenças destes locais em termos de seus usuários, classes, gêneros e idade, bem como de suas correspondentes atividades sociais, são reforçadas pelas diferenças das interpretações locais do conceito de cultura. Estas diferenças sociais, comportamentais e ideológicas criaram limites espaciais de tal maneira que as pessoas não cruzam de um local para outro; os usuários não se justapõem, e suas representações de vida cultural expressam a competição e a exclusão. Baseada em evidência etnográfica, sugiro que esta diferenciação é uma representação espacial construída que simboliza a natureza cambiante da ideologia e da cultura costarriquenha. As imagens contrastantes e freqüentemente conflitivas das duas praças refletem importantes diferenças de orientação de classe, identificação de gênero e valores geracionais que separam os costarriquenhos contemporâneos do ponto de vista social e político. Em São José, Costa Rica, a cultura aparece com freqüência nos discursos como um valor do passado, um ideal cultural desejado, mas que entra em conflito com aspectos da vida moderna. Para discutir como a cultura permanece como um tema cultural na praça urbana, o cotidiano e os comportamentos sociais no Parque Central e na Praça da Cultura são comparados. Nesta comparação, tempo, espaço e atividade social mudam o significado e a interpretação de cultura, reforçando as metáforas contrastantes que vão expressas no desenho físico de cada um.

Keywords : análise de espaço; classe; cultura; espaço público; gênero; praças.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License