SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue26Parentalidade e conjugalidade: aparições no movimento homossexualOs azande e nós: experimento de antropologia simétrica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183

Abstract

GARNELO, Luiza  and  BUCHILLET, Dominique. Taxonomias das doenças entre os índios Baniwa (arawak) e desana (tukano oriental) do alto rio negro (Brasil). Horiz. antropol. [online]. 2006, vol.12, n.26, pp. 231-260. ISSN 0104-7183.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71832006000200010.

O presente artigo estuda as taxonomias de doenças de dois povos indígenas da região do Alto Rio Negro, Noroeste amazônico (Brasil): os Baniwa, da família lingüística arawak, e os Desana, da família lingüística tukano oriental. Tomando como base explicativa a produção mítica dessas etnias, as autoras comparam seus sistemas de doença e cura e demonstram que as circunstâncias ligadas ao surgimento de uma doença particular, as representações de pessoa e do mundo natural, e as modalidades de relação entre os grupos humanos, a natureza e o cosmos, participam da interpretação da doença. Essa ênfase na causalidade social e/ou com a ordem do mundo traduz-se na terminologia vernacular e na classificação das doenças em ambos os grupos estudados. A produção do processo patogênico liga-se a uma "economia simbólica da alteridade" (Viveiros de Castro, 2002). Promover a saúde e evitar a doença exigem cooperação, reciprocidade, diligência, controle das ações predatórias e do apetite alimentar e sexual.

Keywords : etnologia; índios sul-americanos; Noroeste amazônico; saúde indígena.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese