SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue35Chimpanzés em juízo: pessoas, coisas e diferençasExperimentalidade: ciência, capital e poder no mundo dos ensaios clínicos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Horizontes Antropológicos

Print version ISSN 0104-7183

Abstract

LOWY, Ilana. Detectando más-formações, detectando riscos: dilemas do diagnóstico pré-natal. Horiz. antropol. [online]. 2011, vol.17, n.35, pp. 103-125. ISSN 0104-7183.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71832011000100004.

Este artigo tem como objetivo analisar os fatores que moldam as culturas materiais da biomedicina contemporânea. Trata do desenvolvimento histórico das técnicas diagnósticas e de como elas definem a "norma" e influenciam a evolução dos comportamentos dos profissionais e dos familiares. Pretende-se esclarecer esses processos a partir de uma reconstrução da evolução histórica do diagnóstico pré-natal, seguida de uma análise detalhada do caso de uma anomalia particular: as ACS, ou seja, as aneuploidias dos cromossomas sexuais. Embora alguns casos de ACS impliquem graves problemas de saúde, que chegam a comprometer a própria sobrevivência do indivíduo, a grande maioria das crianças que possui um número anormal de cromossomas sexuais é afetada por uma deficiência que pode ser qualifi cada como "menor" (em numerosos casos o diagnóstico definitivo das ACS só se coloca na adolescência). Assim, especialmente nos contextos em que existe o aborto legalizado, o diagnóstico pré-natal visibiliza a construção do "feto anormal" e o "risco de ter uma criança anormal" como fenômeno técnico-social, construído ao longo do tempo, de maneira indissociável, pelas técnicas da biomedicina, pela organização do trabalho médico, pelas limitações legais e pelas considerações socioculturais

Keywords : anomalias genéticas; diagnóstico pré-natal; normalidade; técnicas biomédicas.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese