SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue3Contributions to the deployment of furniture in pole Central Region TocantinsInfluence of different sources of errors on the measurements of heights of trees author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

CERNE

Print version ISSN 0104-7760

Abstract

SALIS, Suzana Maria; LEHN, Carlos Rodrigo; PADILHA, Daly Roxana Castro  and  MATTOS, Patrícia Póvoa. Alterações na estrutura de áreas florestadas causadas por ventania forte no Pantanal, Brasil. CERNE [online]. 2012, vol.18, n.3, pp. 387-395. ISSN 0104-7760.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-77602012000300005.

O clima do Pantanal é sazonal e eventualmente podem ocorrer ventanias fortes, especialmente no início do período chuvoso, que começa em setembro ou outubro e se estende até abril. Um estudo fitossociológico, para avaliar o efeito de ventania forte na composição e estrutura em árvores com diâmetro a altura do peito (DAP) > 5 cm, foi realizado em duas formações florestais no Pantanal, uma floresta semidecídua (19º 15' 32"S e 55º 45' 23.7"O) e um cerradão (19º 15' 32"S e 55º 45' 23.7"O). Depois da ventania forte, ocorreu a redução de 6% da área basal e do volume na floresta semidecídua, principalmente por queda de árvores da espécie Xylopia aromatica. No cerradão, a redução da área basal e do volume foi mais alta, estimada em 10%, com 69 árvores caídas por hectare, principalmente da espécie Copaifera martii. Em ambas as áreas observou-se que as árvores caídas apresentaram altura e diâmetros maiores do que as árvores que permaneceram intactas. Geralmente, as espécies das árvores caídas apresentaram alta densidade de madeira, enquanto que as espécies que quebraram têm densidade de madeira menor.

Keywords : Área basal; distúrbio natural; cerradão; floresta semidecídua.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English