SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 número3INFLUÊNCIA DA ESTIMULAÇÃO COM ETILENO EM SERINGUEIRAS (HEVEA BRASILLIENSIS) SOBRE OS EXTRATIVOS E RESISTÊNCIA DA MADEIRA SERRADAMETODOLOGIA PARA AVALIAÇÃO EXPEDITA E INDIRETA DA PRODUTIVIDADE COMERCIAL DE ERVA-MATE índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


CERNE

versão impressa ISSN 0104-7760versão On-line ISSN 2317-6342

Resumo

GARCIA, Dorival Pinheiro; CARASCHI, José Cláudio; VENTORIM, Gustavo  e  VIEIRA, Fabio Henrique Antunes. TENDÊNCIAS E DESAFIOS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE PELLETS DE ORIGEM AGROFLORESTAL. CERNE [online]. 2016, vol.22, n.3, pp.233-240. ISSN 2317-6342.  http://dx.doi.org/10.1590/01047760201622032115.

RESUMO: Os pellets são biocombustíveis que podem ser produzidos a partir de resíduos agroflorestais como o bagaço de cana, serragem e maravalha de madeira. São biocombustíveis compactados que tem baixa umidade, permitindo elevada eficiência na combustão, destacando-se por ser um produto natural de fácil manuseio e alta densidade energética. Para explorar as oportunidades de negócios com pellets no Brasil (produção e comercialização) necessita-se oferecer informações a respeito das tecnologias utilizadas, preços e as perspectivas futuras deste mercado. Desta forma, este artigo busca organizar e disponibilizar essas informações, possibilitando o conhecimento do mercado de pellets no Brasil e subsidiar mais investimentos no setor de biocombustíveis, sobretudo agregando valor aos resíduos agroflorestais disponíveis em grande volume nesse país. Os resultados mostraram uma indústria jovem, com dezesseis plantas industriais que produziram 49.390 t de pellets em 2014, mas que utilizam apenas 25,5% de sua capacidade de produção atual.

Palavras-chave : Biomassa; Energia renovável; Pellets de madeira; Agropellets.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )