SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número29Friendship and Inequality: gender, generation and class between domestic workers and their employersFrom mother in law to daughter in law to mother in law on commercial and family networks in Mozambique índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Cadernos Pagu

versión impresa ISSN 0104-8333versión On-line ISSN 1809-4449

Resumen

YNGVESSON, Barbara. Parentesco reconfigurado no espaço da adoção. Cad. Pagu [online]. 2007, n.29, pp.111-138. ISSN 0104-8333.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-83332007000200006.

Nesse artigo, inspiro-me em pesquisas realizadas na Suécia, Índia, Colômbia, Equador, Bolívia, Chile e Estados Unidos, entre 1995 e 2004, para enfocar o que Laurel Kendall descreve como "a plasticidade assim como a força do parentesco idiomático" no contexto da adoção transnacional. Tanto na Europa como na América do Norte, adoções transnacionais (que tendem a ser transraciais, dado que a maioria das crianças adotadas vem de regiões não-européias) complicam o projeto de "imitar a natureza", pois em muitas dessas adoções a "diferença" entre os pais adotivos e a criança é evidente. O adotado oriundo da Ásia, da África ou da América Latina que vive numa família euro-americana representa um paradoxo de pertencimento no contexto global onde o transnacionalismo, ao mesmo tempo, afirma e transgride as fronteiras da nação-estado.

Palabras clave : Adoção Transnacional; Parentesco Idiomático; Migrações; Identidade Étnica; Pertencimento Nacional.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons