SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número58O feminismo no jornalismo * índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos Pagu

versão impressa ISSN 0104-8333versão On-line ISSN 1809-4449

Resumo

SCHULZ, Rosangela  e  GONZALEZ, Maria Almudena Cabezas. O ativismo das jovens feministas em Madri pós-15M *. Cad. Pagu [online]. 2020, n.58, e205801.  Epub 03-Ago-2020. ISSN 1809-4449.  http://dx.doi.org/10.1590/18094449202000580001.

O artigo tem como proposta debater a nova dinâmica política espanhola a partir de dois eixos: o crescente ativismo de jovens feministas na cidade de Madri; as relações das ativistas com as novas forças políticas e partidos que movimentam o jogo político eleitoral da Espanha. Está dividido em duas partes: uma breve apresentação da metodologia e do aparato empírico; a análise das entrevistas com foco em quatro grandes temas – a trajetória das ativistas, as novas formas de fazer política a partir do 15M, a questão intergeracional e o local dos feminismos nos novos partidos políticos. A pesquisa nos permitiu constatar que a atuação no 15M gerou crescimento da consciência feminista e de uma forma de pedagogia ou educação cidadã. Além disso, é possível afirmar que a mudança geracional se traduz em uma maior densidade e diversidade do tecido feminista na cidade de Madri, com uma mudança de elites, tanto em termos dos movimentos sociais como em relação aos partidos políticos. Entretanto, no momento de criação dos partidos políticos, as posturas hierárquicas, tão marcadas nos partidos tradicionais, reaparecem quando se trata da agenda feminista.

Palavras-chave : Ativismo; Feminismo; Jovens; Madri; 15M.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )