SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue42Invisible flu: community response to the 1918-1920 flu pandemic in the rural areas of north SwedenProfessional renovation and reorganization in time of crisis, pharmacists and veterinarians during the influenza epidemic of 1918-1919 in Spain author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Varia Historia

Print version ISSN 0104-8775

Abstract

BERTUCCI, Liane Maria. A onipresença do medo na influenza de 1918. Varia hist. [online]. 2009, vol.25, n.42, pp. 457-475. ISSN 0104-8775.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-87752009000200005.

O medo é um sentimento de diversas faces que durante a vigência de uma grave epidemia torna-se onipresente, podendo motivar tanto a discriminação e a exclusão, quanto a procura desesperada, e muitas vezes solidária, pela cura da doençaMoléstia que desafiou o saber médico-científico, a epidemia de influenza espanhola fez aflorar entre os brasileiros o medo do contato com o outro, a indiferença das pessoas e o temor ancestral dos hospitaisMas, o medo da gripe de 1918 motivou também a solidariedade, expressa de maneira singular na divulgação de práticas caseiras de cura que, combinadas com esparsas informações médicas e com a fé, traduziram a generosidade de indivíduos que difundiam gratuitamente aquilo que, acreditavam, poderia acabar com a epidemia.

Keywords : gripe espanhola; história social da cultura; medicina popular.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese