SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue43Coinage and monetary offer in Minas Gerais: Brazil the Mint House in Vila RicaLeopoldo Zea and the Latin-American movement of History of Ideas author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Varia Historia

Print version ISSN 0104-8775

Abstract

PEDROZA, Manoela. Passa-se uma engenhoca: ou como se faziam transações com terras, engenhos e crédito em mercados locais e imperfeitos (freguesia de Campo Grande, Rio de Janeiro, séculos XVIII e XIX). Varia hist. [online]. 2010, vol.26, n.43, pp. 241-266. ISSN 0104-8775.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-87752010000100013.

A questão central deste artigo é perceber como as hierarquias sociais e as políticas específicas do Antigo Regime nos Trópicos se refletiram em estratégias concretas, e compreender as engrenagens locais de um mercado imperfeito. Analisaremos as escolhas e trajetórias de agentes envolvidos em transações com terras, engenhos e concessão de crédito na freguesia de Campo Grande, no correr do século XVIII até o início do XIX, cuja especificidade foi conseguirem reproduzir sua condição senhorial. Metodologicamente, partimos da microanálise e compusemos redes sociais locais que sustentaram as estratégias dos agentes em questão. Propomos que as rendas criadas a partir das vendas a prazo, os vínculos pessoais entre compradores-credores-vendedores-devedores nas vendas dos engenhos e a sobreposição de vínculos de dependência locais foram fatores que possibilitaram a acumulação econômica e a reprodução ampliada da condição senhorial.

Keywords : engenhos de açúcar; mercado de terras; crédito local.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese