SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número1O ethos sanjoanense: tradição e mudança em uma "cidade pequena" índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Mana

versión impresa ISSN 0104-9313

Resumen

ARCHETTI, Eduardo P.. O "gaucho", o tango, primitivismo e poder na formação da identidade nacional argentina. Mana [online]. 2003, vol.9, n.1, pp. 9-29. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-93132003000100002.

De 1900 a 1930, a Argentina esteve sob o impacto de uma massiva imigração européia que provocou a reconfiguração da identidade nacional. Todavia, o projeto de nação mascara sua heterogeneidade e nega espaço tanto às comunidades que se viram então submersas quanto aos imaginários alternativos que apresenta. O artigo ilustra esse processo particular do prisma do impacto da imageria e vestimenta gaucha no tango. Nesse contexto, ver-se-á que as tradições e vestimentas gauchas constituíram elementos-chave de um revivescimento nacionalista. Procura-se mostar que a conexão entre a imageria e a vestimenta gaucha, teoricamente pertencentes ao passado, abarca também o tango, a música e dança modernas criadas na Argentina nos anos 1880 e 1890 e exportadas para o mundo no início do século XX. O artigo também examina a confluência do nacionalismo argentino com idéias européias de exotismo e primitivismo na definição de um contexto no qual o tango podia ser referido como música e dança gauchas.

Palabras llave : Tango; Primitivismo; Identidade Argentina; Vestimenta Gaucha.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · pdf en Portugués