SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2News concerning a certain Tamoio confederationThe anthropologist as 'spy': from public accusations to the construction of native perspectives índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Mana

versión impresa ISSN 0104-9313

Resumen

SPIESS, Maiko Rafael  y  MATTEDI, Marcos Antônio. Da associação à dissolução da rede sociotécnica do processador de textos fácil: subsídios para uma etnografia da tecnologia. Mana [online]. 2010, vol.16, n.2, pp.435-470. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/S0104-93132010000200008.

O texto aborda o tema da associação e da dissolução da rede sociotécnica do Processador de Textos Fácil. O Processador de Textos Fácil é um software concebido e desenvolvido em Blumenau/SC durante as décadas de 80 e 90, e que vendeu mais de 100 mil cópias. Com base nas análises da tecnociência desenvolvidas por Bruno Latour, Michel Callon e John Law, o texto procura reconstituir etnograficamente a trajetória de composição e decomposição da rede sociotécnica do Processador de Textos Fácil. Para isto, o texto foi dividido em seis partes principais: depois de uma breve contextualização da temática da tecnociência (i), o texto aborda a história do software (ii); passa em seguida para a descrição do processo de criação da rede local (iii) e seu estabelecimento como um ponto de passagem obrigatório (iv); na quarta parte tratamos do processo de enfraquecimento da rede local (v); a quinta parte aborda a questão do progressivo isolamento e dissolução da rede sociotécnica do Processador de Textos Fácil (vi); para, na última parte, avançar algumas conclusões sobre o sentido e o significado da análise da tecnociência para a antropologia.

Palabras clave : Rede sociotécnica; Tecnologia; Processador de Textos Fácil; Associação; Etnografia.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons