SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número2"O exército dos mortos": sentido do sacrifício e da transcendentalidade na militância revolucionária, caso do exército de libertação nacional (ELN) da Colômbia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313

Resumo

DULLO, Eduardo. Artigo bibliográfico após a (antropologia/sociologia da) religião, o secularismo?. Mana [online]. 2012, vol.18, n.2, pp.379-392. ISSN 0104-9313.  https://doi.org/10.1590/S0104-93132012000200006.

O presente ensaio apresenta ao público brasileiro, a partir de duas coletâneas - Varieties of secularism in a secular age (2010) e Rethinking secularism (2011) - o recente debate sobre o secularismo. Os diversos autores pretendem seguir a crítica de Charles Taylor em A secular age (2007), em que questiona a tese da retração da religião das diversas esferas sociais sem que as mesmas sofram profundas alterações, isto é, ignorando seu caráter relacional. O principal argumento mobilizado é, nesse sentido, a necessidade de reavaliar a dicotomia secular/religioso, compreendendo a mútua constituição dos polos, bem como o efeito desta dicotomia em países fora do "mundo do Atlântico Norte", de tradição judaico-cristã. Diferencia-se, assim, "secularização", "secularismo" e "secular" como três fenômenos relacionados, mas não homogêneos. A proposta subjacente, de pesquisas sobre a "formação do secular", reivindica, portanto, uma análise da positividade do secular ao invés da simples ausência do religioso.

Palavras-chave : Religião; Secularismo; Talal Asad; José Casanova; Charles Taylor.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons