SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3DO DIREITO À CIDADE AO FAZER-CIDADE. O ANTROPÓLOGO, A MARGEM E O CENTROOUTRAS ALEGRIAS: CACHAÇA E CAUIM NA EMBRIAGUEZ MBYÁ-GUARANI índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

ALMEIDA, Fernando Ozorio de  e  NEVES, Eduardo Góes. EVIDÊNCIAS ARQUEOLÓGICAS PARA A ORIGEM DOS TUPI-GUARANI NO LESTE DA AMAZÔNIA. Mana [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.499-525. ISSN 0104-9313.  https://doi.org/10.1590/0104-93132015v21n3p499.

Grupos falantes de línguas da família Tupi-Guarani estavam espalhados por vastas regiões da América do Sul na época da chegada dos europeus. Durante décadas, especulou-se sobre o processo de dispersão desses grupos por um território tão grande. Neste artigo indica-se que o estudo da história dos grupos falantes de línguas tupi-guarani da Amazônia Oriental, produtores de cerâmica da Subtradição Tupinambá da Amazônia, é uma peça fundamental para a compreensão de fenômenos de mobilidade e da complexidade interna dos Tupi-Guarani.

Palavras-chave : Arqueologia amazônica; Família linguística Tupi-Guarani; Tradição Tupi-Guarani; Subtradição Tupinambá da Amazônia; Cerâmica; Cronologia.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )