SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue1Partible Bodies: ceremonial ornaments, spells and the aesthetics of production in the upper Rio Negro author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Mana

Print version ISSN 0104-9313On-line version ISSN 1678-4944

Abstract

APARICIO, Miguel. A explosão do olhar: do tabaco nos Arawa do rio Purus. Mana [online]. 2017, vol.23, n.1, pp.9-35. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-49442017v23n1p009.

Na mitologia arawa, o tabaco é concebido “em chave de água”, enquanto a presença desta planta na vida cotidiana mostra, paradoxalmente, um movimento “em chave de fogo”. O tabaco e os venenos revelam, para os grupos indígenas do Purus, um cromatismo genuíno, no marco da “mitologia regressiva” que Lévi-Strauss encontrou em outros contextos ameríndios. Nas narrativas arawa, o tabaco é percebido como alimento, mas os seus efeitos eméticos, entorpecentes ou tóxicos permitem situá-lo entre os antialimentos. Tabaco e venenos operam uma lógica reversa, que transforma as presas em predadores dos seus predadores. O xamanismo efetiva um movimento de aproximação perigosa com a alteridade através dos venenos, ao associar o tabaco ao curare das flechas, ao veneno das serpentes, ao timbó. Nos mitos arawa (Suruwaha, Banawa, Deni...), o cromatismo dos venenos do xamã transtorna a diferença entre presas e predadores, e reverte a ordem instável do cosmos.

Keywords : Tabaco; Venenos; Arawa; Xamanismo; Mitologia.

        · abstract in English | Spanish     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )