SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 número3ENCONTROS ARTÍSTICOS E AYAHUASQUEIROS: REFLEXÕES SOBRE A COLABORAÇÃO ENTRE ERNESTO NETO E OS HUNI KUINMISTURAR E CIRCULAR EM MODULAÇÕES GUARANI. UMA ETIOLOGIA DAS (IN)DISPOSIÇÕES índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

LIMA FILHO, Manuel Ferreira. COLEÇÃO WILLIAM LIPKIND DO MUSEU NACIONAL: TRILHAS ANTROPOLÓGICAS BRASIL-ESTADOS UNIDOS. Mana [online]. 2017, vol.23, n.3, pp.473-509. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-49442017v23n3p473.

O artigo versa sobre a construção da “Coleção Karajá William Lipkind” composta por 527 (454 localizados) artefatos do acervo do Setor de Etnologia e Etnografia do Museu Nacional, realizada pelo antropólogo estadunidense William Lipkind. Filho de emigrantes judeus-russos, Lipkind chega ao Brasil num período de eminência da Segunda Guerra Mundial, quando permanece por 14 meses, de 1938 a 1939, entre os Karajá do vale do Araguaia. Sua pesquisa é mediada pela diretora do Museu Nacional, Heloísa Alberto Torres que recebe igualmente outros estudantes da Universidade de Columbia, como Buell Quain, Ruth Landes e Charles Wagley. O estudo dos itinerários da coleção de William Lipkind, entre outros atores e instituições no Brasil e nos Estados Unidos, traz conhecimento novo a respeito da qualificação da própria coleção, da história da antropologia no Brasil e nos Estados Unidos.

Palavras-chave : Coleção William Lipkind; Karajá; História da Antropologia.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )