SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número1O RITUAL E A BRINCADEIRA: RIVALIDADE E AFEIÇÃO NO BUMBÁ DE PARINTINS, AMAZONASCIVILIZAÇÃO TROPICAL EM PERIGO: CINEMA, ELITE E CLASSES MÉDIAS NA BELLE ÉPOQUE CARIOCA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Mana

versão impressa ISSN 0104-9313versão On-line ISSN 1678-4944

Resumo

CESAR, Rafael do Nascimento. A FRAGATA NEGRA: TRADUÇÃO E VINGANÇA EM NINA SIMONE. Mana [online]. 2018, vol.24, n.1, pp.39-70. ISSN 0104-9313.  http://dx.doi.org/10.1590/1678-49442018v24n1p039.

Este artigo trata da relação entre a trajetória da artista norte-americana Nina Simone (1933-2003) e a produção cultural ativista dos Estados Unidos nos anos 1960. A partir da canção “Pirate Jenny”, composta por Bertolt Brecht e Kurt Weil em 1928 e interpretada por Simone em 1964, procuro mostrar como a artista operou uma tradução do conflito original - as desigualdades de classe na Europa após a Primeira Guerra Mundial - para a situação vivida pela população negra nos Estados Unidos dos anos 1960. Tal tradução, sugiro, é um efeito performativo que toma as relações raciais e de gênero como linguagem (ou gramáticas sociais) e as materializa através do corpo. Sendo assim, pretendo elucidar as formas pelas quais marcadores sociais como gênero e raça “se fazem ouvir” em determinados contextos e a partir de determinadas convenções artísticas.

Palavras-chave : Nina Simone; vingança; performatividade; jazz; movimento dos direitos civis.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )