SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue2Chemical components associated with resistance of Lycopersicon hirsutum f. typicum to Tuta absoluta (Meyrick) (Lepidoptera: Gelechiidae)Biological aspects of Dalbulus maidis (DeLong & Wolcott) (Hemiptera: Cicadellidae) on maize (Zea mays L.) hybrids author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais da Sociedade Entomológica do Brasil

Print version ISSN 0301-8059On-line version ISSN 1981-5328

Abstract

LOURENCAO, André L. et al. Resistência de morangueiros a Tetranychus urticae Koch (Acari: Tetranychidae). An. Soc. Entomol. Bras. [online]. 2000, vol.29, n.2, pp.339-346. ISSN 0301-8059.  http://dx.doi.org/10.1590/S0301-80592000000200016.

O comportamento de dezoito clones de morangueiro (dezessete cultivares e uma linhagem) foi avaliado em relação à atratividade, colonização e preferência para oviposição do ácaro rajado Tetranychus urticae Koch. Em casa de vegetação, conduziu-se experimento com plantas de dezessete clones na fase vegetativa e infestadas artificialmente com o ácaro rajado. Plantas da linhagem T-0104 e das cultivares Blakemore, Raritan e IAC Princesa Isabel apresentaram notas de sintomas de dano significativamente inferiores às das cultivares Cruz e Oso Grande; ainda nessas condições, o número de ácaros por unidade de área foliar também foi menor em 'IAC Princesa Isabel' em relação a 'Cruz', 'Dover' e 'Fern'. Em laboratório, em experimento sem chance de escolha conduzido durante dez dias com folhas destacadas, a oviposição média diária foi semelhante nas diversas cultivares, embora tenha-se notado tendência de menor oviposição em 'IAC Campinas' que em 'Floridabelle', 'Oso Grande' ou 'Toyonoka'. Também em laboratório, foi avaliada a atratividade e a preferência para oviposição do ácaro durante 24 horas, em experimento com chance de escolha, envolvendo clones que apresentaram os maiores e os menores níveis de oviposição do teste anterior. 'Floridabelle', 'IAC Campinas' e 'New Jersey 7335-5' foram os menos atrativos e também os que apresentaram o menor número de ovos por folhas, enquanto 'IAC Guarani' foi o mais suscetível. Das três cultivares brasileiras incluídas no presente trabalho, apenas 'IAC Guarani' exibiu comportamento de suscetibilidade, enquanto 'IAC Campinas' e 'IAC Princesa Isabel' podem ser consideradas como portadoras de resistência ao ácaro rajado comparável à das melhores cultivares desenvolvidas com esse fim.

Keywords : Fragaria X ananassa Duchesne; resistência varietal; ácaro rajado.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License