SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3Revision of Cataulax Spinola, with Architas Distant as a new synonymy (Heteroptera: Pentatomidae: Discocephalini)Effect of temperature on the development and thermal requirements of Wolbachia-infected and antibiotically cured Trichogramma kaykai Pinto and Stouthamer (Hymenoptera: Trichogrammatidae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais da Sociedade Entomológica do Brasil

Print version ISSN 0301-8059

Abstract

CARVALHO, Alfredo O. R.  and  VIEIRA, Luiz G. E.. Comparação de métodos de preservação de Atta spp. (Hymenoptera: Formicidae) para estudos com RAPD. An. Soc. Entomol. Bras. [online]. 2000, vol.29, n.3, pp. 489-496. ISSN 0301-8059.  http://dx.doi.org/10.1590/S0301-80592000000300011.

DNA de alta qualidade para estudos moleculares pode ser facilmente extraído de espécimes frescos. Entretanto, amostras frescas são difíceis de ser mantidas vivas por longos períodos tornando a sua preservação um sério problema, principalmente quando são coletadas e transportadas de locais distantes. Com o objetivo de estabelecer um método eficiente de preservação de Atta spp. (formigas cortadeiras) para extração de DNA visando análises de RAPD, seis diferentes métodos de armazenamento foram avaliados: 1) -70°C; 2) etanol 95% a -20°C; 3) etanol 95% a 4°C; 4) etanol 95% à temperatura ambiente; 5) sílica gel à temperatura ambiente; e 6) tampão (0,25 M EDTA, 2,5% SDS, 0,5 M Tris-HCl, pH 9,2) à temperatura ambiente. O DNA foi extraído (Cheung et al., 1993 - modificado) e examinado aos 90, 210 e 360 dias após o armazenamento. Espécimes frescos foram usados como controle. O DNA total foi medido com minifluorímetro. A qualidade do DNA foi determinada escaneando-se as fotos com densitômetro e a integral da varredura foi calculada para DNA > 9,4 kb. Os dados foram analisados usando o delineamento estatístico de blocos inteiramente casualizados com parcelas subdivididas e com quatro repetições. Todos os métodos foram eficientes para preservar Atta spp. até 210 dias. Até 360 dias, o DNA foi degradado somente em etanol 95% à temperatura ambiente, resultando na ausência de bandas no perfil RAPD quando comparado com os demais métodos de presevação. Embora a preservação a baixas temperaturas seja recomendada para longos períodos, o armazenamento em sílica gel e tampão pode ser considerado alternativa satisfatória quando refrigeração e transporte são fatores limitantes.

Keywords : Insecta; formiga saúva; condições de armazenamento; extração de DNA.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English