SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número124Morbidades referidas por trabalhadoras que produzem joias folheadas em Limeira, SPAcidentes com material biológico relacionados ao trabalho: análise de uma abordagem institucional índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Saúde Ocupacional

versão impressa ISSN 0303-7657

Resumo

SILVA, Flávia Janólio Costacurta Pinto da; SANTOS, Paulo Sérgio Faro; REIS, Francisco do Prado  e  LIMA, Sônia Oliveira. Estado vacinal e conhecimento dos profissionais de saúde sobre hepatite B em um hospital público do nordeste brasileiro. Rev. bras. saúde ocup. [online]. 2011, vol.36, n.124, pp.258-264. ISSN 0303-7657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0303-76572011000200009.

RESUMO OBJETIVO: analisar o estado vacinal e o conhecimento prévio sobre o vírus da hepatite B pelos profissionais de saúde (PS) de um hospital público. MÉTODOS: estudo descritivo de corte transversal, baseado no preenchimento do formulário pelos PS, contemplando: biomédicos, odontólogos, enfermeiros, fisioterapeutas, médicos, técnicos e auxiliares de enfermagem e de laboratório. Para analisar idade, categoria profissional, estado vacinal e conhecimento destes profissionais sobre hepatite B, utilizou-se o teste de qui-quadrado, considerando significante p < 0,05. RESULTADOS: durante quatro meses de 2007, foram questionados 861 profissionais no principal hospital de urgência da rede pública de Sergipe. Houve uma relação estatisticamente significante entre grau de escolaridade e conhecimento acerca da hepatite B pelos PS. Quanto ao estado vacinal dos participantes, constatou-se que 67% declararam estar completamente imunizados, enquanto 21,6% apresentavam-se incompletamente vacinados, 6,2% desconheciam seu estado vacinal e 5,2% não eram vacinados. Entre os de nível superior, 75,3% estavam completamente imunizados, comparados a 64,5% do nível técnico. CONCLUSÃO: os PS com nível superior mostraram mais conhecimento sobre o tema em detrimento dos profissionais com nível técnico, razão que deveria motivar os gestores da saúde a implantar programas de educação continuada, além de desenvolver pesquisas neste âmbito.

Palavras-chave : estado vacinal; profissionais de saúde; hepatite B.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons