SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.77 issue5Acanthosis nigricans in obese women in a mixed-race population: a marker of metabolic disturbancesComparative study of parasitological techniques for demonstration of amastigotes and primary isolation of promastigotes in American Cutaneous leishmaniasis author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

OLIVEIRA, Walmar Roncalli Pereira de; FESTA NETO, Cyro  and  TYRING, Stephen K. Aspectos clínicos da epidermodisplasia verruciforme. An. Bras. Dermatol. [online]. 2002, vol.77, n.5, pp. 545-556. ISSN 1806-4841.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962002000500004.

FUNDAMENTOS: A epidermodisplasia verruciforme (EV) é genodermatose rara, caracterizada por infecção disseminada por tipos específicos de vírus papiloma humano (HPV), desenvolvimento de tumores cutâneos malignos e distúrbios imunológicos. OBJETIVOS: Correlacionar aspectos clínicos em 13 doentes com EV, na tentativa de contribuir para melhor conhecimento da enfermidade. MÉTODOS:Avaliação clínica de 13 doentes com EV durante o período de três anos. O diagnóstico clínico foi confirmado pelo exame histopatológico e imuno-histoquímico. RESULTADOS: A EV teve início na infância com lesões de verruga plana-símile e/ou máculas eritematosa na face e região cervical. A consangüinidade foi observada na maioria dos doentes (12/13). Clinicamente, o polimorfismo das lesões foi intenso, caracterizado por lesões de verruga plana-símile, pitiríase versicolor-símile, máculas eritematosas e lesões de queratose seborréica-símile. A transformação maligna das lesões foi observada em oito doentes (62%). O crescimento tumoral provocou perda tecidual importante em 50% dos casos, e em 25% foi registrado óbito pelas metástases. CONCLUSÃO: A EV apresenta alta incidência familiar e provável transmissão autossômica recessiva. O intenso polimorfismo clínico das lesões não afeta o couro cabeludo e mucosas. A apresentação clínica "maligna" foi a mais freqüente (62%), seguida pela "benigna" (23%) e "mista" (15%). Os tumores cutâneos malignos são freqüentes, múltiplos, destrutivos, geram metástases e provocam morte.

Keywords : Epidermodisplasia verruciforme; papillomavirus humano.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese