SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.79 issue1Frequency of counseling for skin cancer prevention by the various specialties in Caxias do SulUnna-Thost type palmoplantar keratoderma associated with pseudoainhum: a case report author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

CARVALHO, Charles André et al. Melanoma hereditário: prevalência de fatores de risco em um grupo de pacientes no Sul do Brasil. An. Bras. Dermatol. [online]. 2004, vol.79, n.1, pp. 53-60. ISSN 1806-4841.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962004000100006.

FUNDAMENTOS: Aproximadamente 10% dos casos de melanoma são atribuíveis a mutações em genes de predisposição, sendo, portanto, hereditários. OBJETIVOS: Este estudo avalia a prevalência de fatores de risco para melanoma hereditário em um grupo de pacientes com melanoma no sul do Brasil. CASUÍSTICA E MÉTODOS: Foram estudados 195 pacientes com diagnóstico de melanoma admitidos consecutivamente no Hospital de Clínicas de Porto Alegre entre janeiro de 1999 e junho de 2000. RESULTADOS: A idade média ao diagnóstico de melanoma foi de 48 anos em homens e 44,9 anos em mulheres. Dos 133 pacientes cuja história familiar encontrava-se registrada no prontuário, 13 (9,8%) apresentavam história familiar de melanoma. A presença de ao menos um fator de risco importante para predisposição hereditária ao melanoma foi constatada em 31 pacientes (16%; IC 95% 10,9% - 21,1%). CONCLUSÃO: A possibilidade de influência do fator hereditário no Brasil estimula a procura ativa de fatores de risco genético em pacientes com melanoma, já que a identificação de famílias de alto risco pode ter grande impacto sobre a morbimortalidade de seus integrantes.

Keywords : genes supressores de tumor; melanoma; síndromes neoplásicas hereditárias.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese