SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.84 issue3Sugar (sucrose) and fatty acid compounds with triglycerides on the treatment of wounds: experimental study in ratsWhat is the most common phototherapy prescription for psoriasis: NB-UVB or PUVA? Prescription behavior author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

SOUZA, Reynaldo José Sant’Anna Pereira de et al. Estimativa do custo do tratamento de câncer de pele tipo melanoma no Estado de São Paulo - Brasil. An. Bras. Dermatol. [online]. 2009, vol.84, n.3, pp. 237-243. ISSN 1806-4841.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962009000300004.

FUNDAMENTOS: O impacto econômico do diagnóstico e do tratamento do melanoma cutâneo não tem sido analisado no Brasil. Uma vez que crescem tanto a incidência do câncer de pele quanto a preocupação com ele, é importante que isto seja avaliado. OBJETIVO: O objetivo deste trabalho foi estimar o custo direto de diagnosticar e tratar em seus diversos estádios o melanoma cutâneo em número de casos ocorridos no Estado de São Paulo, entre 2000 e 2007. MÉTODOS: Como modelo de procedimento, foi utilizado o projeto diretriz (Clinical Practice Guidelines in Oncology), editado pelo National Comprehensive Cancer Network (NCCN) e adequado aos procedimentos da Fundação SobecCan - Hospital do Câncer de Ribeirão Preto - SP. Os custos estimados se baseiam nos valores do tratamento médico pagos pelo setor público (Sistema Único de Saúde - SUS) e pelo setor privado (convênios) em 2007. Houve 2.740 casos diagnosticados e estadiados no Estado de São Paulo no período estudado. RESULTADOS: O custo total de tratamento dos melanomas malignos diagnosticados no estádio inicial, em valores de 2007, foi estimado em R$ 33.012.725,10 para o SUS e R$ 76.133.662,80 para os convênios.Os estádios iniciais 0, I e II da doença compreendem aproximadamente 4,2% (SUS) e 1, 3% (convênios) do custo total; os estádios III e IV consomem 95,8% e 98,7% do custo total, respectivamente. CONCLUSÃO: Os resultados apresentados reforçam o argumento de que o diagnóstico do melanoma cutâneo em seus estádios iniciais reduz os custos de tratamento, gerando considerável economia tanto para o sistema público de saúde (SUS) quanto para o sistema privado (convênios).

Keywords : Melanoma; Melanoma [Economia]; Melanoma [Terapia]; Neoplasias Cutâneas; Neoplasias Cutâneas [Economia]; Raios Ultravioleta.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in Portuguese