SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue4Influence of climatic factors on the medical attentions of dermatologic diseases in a hospital of Lima, PeruDermatosis due to plants (phytodermatosis) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

VALLARELLI, Andrelou Fralete Ayres; HARRISON, Simone Lee  and  SOUZA, Elemir Macedo de. Nevos melanocíticos numa comunidade de origem predominantemente holandesa no Brasil (1999-2007). An. Bras. Dermatol. [online]. 2010, vol.85, n.4, pp. 469-477. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000400008.

FUNDAMENTOS: Estudos epidemiológicos têm demonstrado relação significativa entre nevos melanocíticos e melanoma cutâneo. OBJETIVO: Acompanhar o desenvolvimento de nevos melanocíticos nos alunos de uma escola composta, majoritariamente, por descendentes de holandeses e a influência do meio ambiente sobre esses indivíduos com características fenotípicas semelhantes às de seus antepassados. MÉTODOS: Em 1999, iniciou-se estudo coorte para contagem de nevos melanocíticos nos 282 alunos entre três e 17 anos, sendo 53,9% meninos. Após cinco anos, realizou-se novo exame em 148 alunos entre oito e 22 anos, dos quais 49,3% eram meninos. Analisou-se a relação da idade, sexo, fotótipo, cor dos olhos, cor dos cabelos e etnia dos alunos e dos pais com a presença de nevos melanocíticos no início e no final do estudo. RESULTADOS: Houve aumento significativo de nevos melanocíticos e nevos displásicos no reexame. Os meninos tiveram mais nevos melanocíticos (áreas cobertas e expostas) do que as meninas. A análise de probabilidade para razão de risco revelou que os meninos têm mais chance de desenvolver nevos melanocíticos do que as meninas, assim como os de etnia não miscigenada e miscigenada e com cabelos claros têm mais que os alunos de outras etnias e com cabelos escuros. Os que apresentam fotótipo I são mais propensos a desenvolver nevos melanocíticos nas áreas cobertas do que os que têm fotótipos II e III. CONCLUSÕES: Os dados demonstram que os indivíduos de etnia holandesa tiveram maior probabilidade de desenvolver nevos melanocíticos do que os outros grupos étnicos.

Keywords : Epidemiologia; Fatores de risco; Melanoma; Nevo pigmentado; Radiação solar.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese