SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.85 issue6UVB susceptibility as a risk factor to the development of lepromatous leprosyBiostimulation effects of low-power laser in the repair process author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

NASSER, Nilton. UVB: suscetibilidade no melanoma maligno. An. Bras. Dermatol. [online]. 2010, vol.85, n.6, pp. 843-848. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962010000600010.

FUNDAMENTOS: Está bem definido que a radiação ultravioleta provoca depleção imunológica na pele, permitindo o desenvolvimento de tumores cutâneos malignos. A maioria dos pacientes de cânceres da pele não melanomas são considerados UVB-suscetíveis. OBJETIVOS: Estudar a UVB-suscetibilidade nos pacientes com melanoma maligno e se este é um fator de risco para o desenvolvimento desse câncer. MÉTODOS: Foram selecionados 88 voluntários divididos em dois grupos: grupo-controle saudável (n=61) e grupo de portadores de melanoma (n=27), todos identificados de acordo com os critérios: tipo histológico, nível de invasão, fotótipos de pele, sexo e idade. A suscetibilidade à radiação ultravioleta B (UVB) foi medida pela reação de hipersensibilidade ao contato com o difenciprone nos voluntários sensibilizados em áreas previamente irradiadas. RESULTADOS: A suscetibilidade à radiação UVB foi de 81,5% nos pacientes com melanoma maligno e de 31,2% no grupo-controle. O risco de um indivíduo desenvolver o melanoma maligno foi 9,7 vezes maior do que nos indivíduos UVB-resistentes. CONCLUSÕES: A UVB-suscetibilidade pode ser considerada um fator de risco importante para o desenvolvimento do melanoma maligno.

Keywords : Fotobiologia; Melanoma; Raios ultravioleta.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese