SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.86 issue1Comparison of quality of life questionnaires and their correlation with the clinical course of patients with psoriasisAmerican cutaneous leishmaniasis: clinical, epidemiological and laboratory studies conducted at a university teaching hospital in Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

SANTOS, Jussamara Brito; ALMEIDA, Olga Laura Sena; SILVA, Lorena Marçal da  and  BARRETO, Enio Ribeiro Maynard. Eficácia da combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% para o tratamento da hipomelanose macular progressiva: um estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado. An. Bras. Dermatol. [online]. 2011, vol.86, n.1, pp. 50-54. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000100006.

FUNDAMENTOS: A hipomelanose macular progressiva é uma dermatose sem etiologia definida. Não há consenso ou medicação de primeira linha para o seu tratamento e os tratamentos utilizados são pouco eficazes. OBJETIVO: Avaliar a eficácia terapêutica da combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% associada à exposição solar para o tratamento da hipomelanose macular progressiva. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado, no qual os pacientes foram divididos em dois grupos: o Grupo A utilizou a combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% e o Grupo B usou um creme gel como placebo. Os pacientes foram orientados à exposição solar diária, avaliados e fotografados sistematicamente. Os dados coletados foram inseridos e analisados pelo software Epi Info. Definiu-se a significância estatística por valor de p<0,05. RESULTADOS: Dos 23 pacientes incluídos, 13 foram do Grupo A e 10, do Grupo B. Onze pacientes do primeiro grupo (85%) obtiveram melhora clínica importante e apenas dois (20%) do segundo grupo obtiveram uma melhora clínica equivalente (p=0,003). Os efeitos colaterais foram mais frequentes nos pacientes do Grupo A (p=0,003). CONCLUSÃO: A combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% é eficaz no tratamento da hipomelanose macular progressiva.

Keywords : Clindamicina; Dermatopatias; Peróxido de benzoíla.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese