SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.86 issue1Comparison of quality of life questionnaires and their correlation with the clinical course of patients with psoriasisAmerican cutaneous leishmaniasis: clinical, epidemiological and laboratory studies conducted at a university teaching hospital in Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

SANTOS, Jussamara Brito; ALMEIDA, Olga Laura Sena; SILVA, Lorena Marçal da  and  BARRETO, Enio Ribeiro Maynard. Eficácia da combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% para o tratamento da hipomelanose macular progressiva: um estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado. An. Bras. Dermatol. [online]. 2011, vol.86, n.1, pp.50-54. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000100006.

FUNDAMENTOS: A hipomelanose macular progressiva é uma dermatose sem etiologia definida. Não há consenso ou medicação de primeira linha para o seu tratamento e os tratamentos utilizados são pouco eficazes. OBJETIVO: Avaliar a eficácia terapêutica da combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% associada à exposição solar para o tratamento da hipomelanose macular progressiva. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um estudo randomizado, duplo-cego, placebo-controlado, no qual os pacientes foram divididos em dois grupos: o Grupo A utilizou a combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% e o Grupo B usou um creme gel como placebo. Os pacientes foram orientados à exposição solar diária, avaliados e fotografados sistematicamente. Os dados coletados foram inseridos e analisados pelo software Epi Info. Definiu-se a significância estatística por valor de p<0,05. RESULTADOS: Dos 23 pacientes incluídos, 13 foram do Grupo A e 10, do Grupo B. Onze pacientes do primeiro grupo (85%) obtiveram melhora clínica importante e apenas dois (20%) do segundo grupo obtiveram uma melhora clínica equivalente (p=0,003). Os efeitos colaterais foram mais frequentes nos pacientes do Grupo A (p=0,003). CONCLUSÃO: A combinação tópica de peróxido de benzoíla 5% e clindamicina 1% é eficaz no tratamento da hipomelanose macular progressiva.

Keywords : Clindamicina; Dermatopatias; Peróxido de benzoíla.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License