SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.86 número2Validação do índice de comprometimento cutaneomucoso do pênfigo vulgar para a avaliação clínica de pacientes com pênfigo vulgarInfecção pelo papilomavírus humano: etiopatogenia, biologia molecular e manifestações clínicas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Anais Brasileiros de Dermatologia

versão impressa ISSN 0365-0596

Resumo

CHINEM, Valquiria Pessoa  e  MIOT, Hélio Amante. Epidemiologia do carcinoma basocelular. An. Bras. Dermatol. [online]. 2011, vol.86, n.2, pp. 292-305. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962011000200013.

O carcinoma basocelular é a neoplasia maligna mais comum em humanos e sua incidência vem aumentando nas últimas décadas. Sua grande frequência gera significativo ônus ao sistema de saúde, configurando problema de saúde pública. Apesar das baixas taxas de mortalidade e de rara ocorrência de metástases, o tumor pode apresentar comportamento invasivo local e recidivas após o tratamento, provocando importante morbidade. Exposição à radiação ultravioleta representa o principal fator de risco ambiental associado a sua gênese. Entretanto, descrevem-se outros elementos de risco: fotótipos claros, idade avançada, história familiar de carcinomas de pele, olhos e cabelos claros, sardas na infância e imunossupressão, além de aspectos comportamentais, como exercício profissional exposto ao sol, atividade rural e queimaduras solares na juventude. Entre 30% e 75% dos casos esporádicos estão associados à mutação do gene patched hedgehog, mas outras alterações genéticas são ainda descritas. A neoplasia é comumente encontrada concomitantemente com lesões cutâneas relacionadas à exposição solar crônica, tais como: queratoses actínicas, lentigos solares e telangiectasias faciais. A prevenção do carcinoma basocelular se baseia no conhecimento de fatores de risco, no diagnóstico e tratamento precoces e na adoção de medidas específicas, principalmente, nas populações susceptíveis. Os autores apresentam uma revisão da epidemiologia do carcinoma basocelular.

Palavras-chave : Injeções intradérmicas; Pele; Revisão; Terapêutica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês