SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue2NAPSI utilization as an evaluation method of nail psoriasis in patients using acitretinContact sensitivity to metals (chromium, cobalt and nickel) in childhood author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

SILVA, Eliane Aparecida; BOSCO, Marcia Regina Miras  and  MOZER, Érika. Estudo da frequência dos alérgenos da bateria de cosméticos em pacientes com suspeita de dermatite alérgica de contato. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.2, pp. 263-268. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000200011.

FUNDAMENTOS: A dermatite de contato por cosméticos é uma dermatose relativamente comum, sobretudo em adultos e em profissionais que os manipulam. OBJETIVO: O objetivo do estudo foi avaliar a freqüência de positividade aos componentes de cosméticos, em pacientes com suspeita de dermatite alérgica; e identificar os principais sensibilizantes relacionados à dermatite de contato ocupacional. MÉTODOS: Durante o período de janeiro de 2008 a junho de 2010 foram selecionados todos os pacientes com hipótese de dermatite alérgica de contato a cosméticos. Os pacientes foram submetidos aos testes epicutâneos com bateria de cosméticos, composta por dez substâncias. RESULTADOS: Dos 147 pacientes estudados, a sensibilização aos componentes do cosmético ocorreu em 31,29% dos casos, sendo 14 (19,18%) corresponderam igualmente às substâncias BHT e trietanolamina, 13 (17,81%) ao tioglicolato de amônia, 09 ao ácido sórbico (12,33%), 08 tonsilamida (10,95%), 06 germal (8,22%). Os demais elementos testados proporcionaram índices iguais ou inferiores a 5%. Observou-se maior freqüência de dermatite de contato aos componentes da bateria de cosméticos em mulheres e a idade mais acometida foi concordante com a faixa etária de maior atividade profissional da população. CONCLUSÕES: Houve maior freqüência de dermatite alérgica de contato pelas substâncias trietanolamina, BHT e tioglicolato de amônia, demonstrando pouca associação à dermatite de contato ocupacional.

Keywords : Dermatite alérgica de contato; Dermatite ocupacional; Hipersensibilidade.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English