SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue2Light and transmission electron microscopy of generalized dystrophic epidermolysis bullosa (Pasini's albopapuloid subtype)Concurrent primary and secondary myiasis on basal cell carcinoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

SILVEIRA, Marina Leite da; FERREIRA, Flávia Regina; ALVARENGA, Marcia Lanzoni  and  MANDELBAUM, Samuel Henrique. Associação de nevo melanocítico congênito gigante, nevo halo e vitiligo. Relato de caso em paciente de 75 anos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.2, pp. 288-291. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000200015.

Nevo melanocitico congênito gigante constitui uma condição rara. O fenômeno halo pode ser observado em nevos melanocíticos congênitos ou adquiridos. Na literatura a associação nevo halo e nevo melanocítico congênito gigante é rara e a associação de ambos com vitiligo ainda mais rara. Mulher de 75 anos que à primeira consulta apresentava mácula hipercrômica castanho-azulada pilosa na região lombar, nádegas e coxas desde o nascimento e halo acrômico de aparecimento há 3 anos. Os histológicos foram compatíveis com nevo melanocítico congênito e nevo halo respectivamente. Após dois anos evoluiu com áreas de acromia à distância, com histológico de vitiligo. Os autores ressaltam a raridade desta tripla associação; a idade da paciente e a ausência de degeneração maligna até o presente momento.

Keywords : Nevo com halo; Nevo pigmentado; Vitiligo.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English