SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue3Immunoelectron microscopy study of superficial skin nerves in drug-induced acute urticariaEpidemiological Profile of Leprosy in the Brazilian state of Piauí between 2003 and 2008 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

On-line version ISSN 1806-4841

Abstract

VIEIRA, Andreia Salezze; BEIJAMINI, Vanessa  and  MELCHIORS, Ana Carolina. Influência da isotretinoína nas transaminases hepáticas e triglicerídeos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.3, pp.382-387. ISSN 1806-4841.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000300005.

FUNDAMENTOS: A isotretinoína tem sido usada no tratamento dos casos mais graves de acne, embora possa induzir reações adversas nos tecidos mucocutâneos e hepáticos, alterações nos níveis lipídicos e teratogenicidade. OBJETIVOS: Este estudo avaliou o perfil de alterações nas concentrações de Alanina Aminotransferrase, Aspartato Aminotransferrase e triglicerídeos em pacientes que fizeram uso de isotretinoína oral fornecida pelo serviço Farmácia de Medicamentos Excepcionais de São Mateus/ES. MÉTODOS: Foi realizado estudo observacional longitudinal exploratório retrospectivo, utilizando coleta de dados secundários de cada paciente. RESULTADOS: Dos 130 pacientes que receberam isotretinoína no período de janeiro a dezembro de 2009, somente 70 realizaram o tratamento por 3 meses ou mais e apresentaram os resultados dos exames. Desses 70 pacientes, 39 (55,7%) eram do sexo feminino. A média de idade das mulheres (23,9 anos) foi maior do que a média de idade dos homens (20,1 anos). Houve aumento estatisticamente significante nas dosagens de triglicerídeos (87,01±48,25 versus 105,32 ± 48,76), Aspartato Aminotransferrase (20,44 ± 6,26 versus 24,38 ± 11,92) e Alanina Aminotransferrase (18,24 ± 8,31 versus 23,34 ± 20,03), realizadas antes e após 3 meses ou mais de tratamento com isotretinoína oral. Após o tratamento com isotretinoína oral, 11% dos pacientes apresentaram elevação de triglicerídeos acima dos valores normais, 8,6% apresentaram elevação da Aspartato Aminotransferrase e 7,3% tiveram elevação da Alanina Aminotransferrase. CONCLUSÃO: Os resultados mostraram que o uso de isotretinoína oral para o tratamento da acne, na população estudada, pode levar a alterações nas dosagens de triglicerídeos, Alanina Aminotransferrase e Aspartato Aminotransferrase, como mostrado pela literatura científica, confirmando a necessidade de monitoramento.

Keywords : acne vulgar; agentes dermatológicos; isotretinoína; transaminases; triglicerídeos.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License