SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue5Tumor necrosis factor-alpha and the cytokine network in psoriasisDermoscopic findings in female androgenetic alopecia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

SALDANHA, Karine Dantas Diógenes; MACHADO FILHO, Carlos D'Apparecida Santos  and  PASCHOAL, Francisco Macedo. Ação da mometasona tópica nos halos pigmentares de microenxertia em vitiligo. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.5, pp. 685-690. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000500002.

FUNDAMENTOS: Vitiligo é um transtorno de pigmentação freqüente na população mundial. Seu tratamento ainda oferece resultados limitados em alguns pacientes. Nos casos de vitiligo estável clinicamente, o transplante de melanócitos tornase uma opção terapêutica, sendo a técnica de enxertos autólogos por punch empregada com boa resposta na repigmentação. OBJETIVOS: Estudar a ação do corticoesteróide tópico mometasona sobre halos de repigmentação após enxertos autólogos por punch em pacientes com vitiligo estável clinicamente. MÉTODOS: Entre 2009 e 2010, 11 pacientes com vitiligo estável (7 do tipo generalizado, 2 focal e 2 segmentar) foram submetidos a enxertos autólogos por punch nas máculas acrômicas. Conforme o tipo clínico do vitiligo, os pacientes eram orientados a aplicar pomada de mometasona por 6 meses em lesões enxertadas selecionadas individualmente. No primeiro mês, a aplicação era 2 vezes ao dia e nos demais, apenas uma vez ao dia. Eram reavaliados nos meses 1, 3 e 6 após enxertos cujos halos eram fotografados e registrados pelo software fotofinder. No fim do 6̊mês, todas as áreas dos halos de repigmentação com e sem mometasona foram mensuradas e analisadas comparativamente. RESULTADOS: A mediana da área dos halos de repigmentação após os 6 meses com mometasona foi superior (25,96 mm2 ) comparada àquela sem mometasona (13,86 mm2 ), com diferença estatisticamente significante (p=0,026). CONCLUSÃO: Em nossa casuística, o uso da mometasona tópica determinou incremento dos halos de repigmentação após enxertia. A amplificação da amostra se faz necessária em estudos posteriores a fim de ratificar esta ação positiva da mometasona no tratamento do vitiligo estável.

Keywords : Glucocorticóides; Transplante; Vitiligo.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English