SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue5Tumor necrosis factor-alpha and the cytokine network in psoriasisDermoscopic findings in female androgenetic alopecia author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

SALDANHA, Karine Dantas Diógenes; MACHADO FILHO, Carlos D'Apparecida Santos  and  PASCHOAL, Francisco Macedo. Ação da mometasona tópica nos halos pigmentares de microenxertia em vitiligo. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.5, pp.685-690. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000500002.

FUNDAMENTOS: Vitiligo é um transtorno de pigmentação freqüente na população mundial. Seu tratamento ainda oferece resultados limitados em alguns pacientes. Nos casos de vitiligo estável clinicamente, o transplante de melanócitos tornase uma opção terapêutica, sendo a técnica de enxertos autólogos por punch empregada com boa resposta na repigmentação. OBJETIVOS: Estudar a ação do corticoesteróide tópico mometasona sobre halos de repigmentação após enxertos autólogos por punch em pacientes com vitiligo estável clinicamente. MÉTODOS: Entre 2009 e 2010, 11 pacientes com vitiligo estável (7 do tipo generalizado, 2 focal e 2 segmentar) foram submetidos a enxertos autólogos por punch nas máculas acrômicas. Conforme o tipo clínico do vitiligo, os pacientes eram orientados a aplicar pomada de mometasona por 6 meses em lesões enxertadas selecionadas individualmente. No primeiro mês, a aplicação era 2 vezes ao dia e nos demais, apenas uma vez ao dia. Eram reavaliados nos meses 1, 3 e 6 após enxertos cujos halos eram fotografados e registrados pelo software fotofinder. No fim do 6̊mês, todas as áreas dos halos de repigmentação com e sem mometasona foram mensuradas e analisadas comparativamente. RESULTADOS: A mediana da área dos halos de repigmentação após os 6 meses com mometasona foi superior (25,96 mm2 ) comparada àquela sem mometasona (13,86 mm2 ), com diferença estatisticamente significante (p=0,026). CONCLUSÃO: Em nossa casuística, o uso da mometasona tópica determinou incremento dos halos de repigmentação após enxertia. A amplificação da amostra se faz necessária em estudos posteriores a fim de ratificar esta ação positiva da mometasona no tratamento do vitiligo estável.

Keywords : Glucocorticóides; Transplante; Vitiligo.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License