SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.87 issue6Proliferating trichilemmal tumor of the noseDermoscopic clues in the diagnosis of amelanotic and hypomelanotic malignant melanoma author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Anais Brasileiros de Dermatologia

Print version ISSN 0365-0596

Abstract

ANDRADE, Pedro; BARROS, Luísa  and  GONCALO, Margarida. Hipersensibilidade imediata a insulina humana, análogos de insulina e a antibióticos beta-lactâmicos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2012, vol.87, n.6, pp. 917-919. ISSN 0365-0596.  http://dx.doi.org/10.1590/S0365-05962012000600018.

A insulina é um agente indispensável para o controlo da diabetes mellitus. Os efeitos adversos da sua administração, em particular fenómenos de hipersensibilidade, são raros. Apresentamos um doente de 69 anos, diabético do tipo 2, com episódios recorrentes de lesões urticariformes nos locais de administração subcutânea de insulina. Negava alergias medicamentosas, à excepção de reacção não especificada na infância após penicilina intramuscular. Foram realizados testes cutâneos por puntura (prick tests) com diversos tipos de insulina humana e análogos, todos com reacções positivas, associando elevação dos níveis de IgE sérica e provas RAST positivas para as insulinas humana, bovina e porcina e para os antibióticos beta-lactâmicos. A alergia a análogos de insulina exige um diagnóstico precoce, originando um desafio terapêutico importante no doente diabético.

Keywords : Diabetes mellitus tipo 2; Hipersensibilidade a drogas; Insulina; Penicilinas.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English