SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.88 número6Ácido Tricloroacético a 80% no tratamento da onicocriptoseEstudo randomizado da eficácia clínica dos peelings superficiais de ácido láctico 85% versus ácido glicólico 70% índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Anais Brasileiros de Dermatologia

versão impressa ISSN 0365-0596

Resumo

MANZONI, Ana Paula Dornelles da Silva et al. Avaliação da depressão e ansiedade em cuidadores de pacientes pediátricos. An. Bras. Dermatol. [online]. 2013, vol.88, n.6, pp.894-899. ISSN 0365-0596.  https://doi.org/10.1590/abd1806-4841.20131915.

FUNDAMENTOS:

A literatura tem demonstrado que a presença de distúrbios emocionais nos cuidadores de crianças com dermatoses influenciam no curso e tratamento da doença. A ansiedade e a depressão estão entre os diagnósticos psiquiátricos descritos, porém a maioria das publicações afere esta relação de forma indireta e não de escalas diretas para ansiedade e depressão.

OBJETIVO:

Avaliar a presença de ansiedade e depressão nos cuidadores de pacientes pediátricos com dermatite atópica, vitiligo e psoríase e correlacioná-las à qualidade de vida dos pacientes.

MATERIAIS E MÉTODOS:

Amostra composta por 118 pacientes com dermatite atópica, vitiligo e psoríase acompanhados pelo principal responsável por seus cuidados diários. A avaliação da ansiedade nos cuidadores foi realizada através da Escala de Hamilton de Ansiedade e a depressão através do Inventário de Beck para Depressão. Foi aplicado o Índice de Qualidade de Vida na Dermatologia Infantil.

RESULTADOS:

Ansiedade foi verificada em 36% dos cuidadores do grupo de pacientes com dermatite atópica, em 36% do grupo com psoríase e 42% do grupo com vitiligo. Depressão ocorreu em 36% dos cuidadores de pacientes com dermatite atópica, 36% dos responsáveis pelos pacientes com psoríase, e em 26% dos cuidadores de pacientes com vitiligo. Observou-se uma correlação significativa entre a pior qualidade de vida dos pacientes com vitiligo e a presença de depressão e ansiedade nos seus cuidadores.

CONCLUSÃO:

Distúrbios emocionais tendem a estar presentes no nicho familiar de crianças portadoras das dermatoses crônicas estudadas, e que a prevenção pode auxiliar no controle e no tratamento destas doenças.

Palavras-chave : Ansiedade; Depressão; Dermatite atópica; Psoríase; Vitiligo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )