SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.65 número2Um estudo comparativo entre chapas produzidas pelos processos de lingotamento contínuo e de lingotamento semicontínuo da liga AA4006: microestrutura e textura cristalográficaDesenvolvimento de modelo de seleção de materiais metálicos aplicando uma abordagem logística : o caso de empresas do setor minerometalúrgico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Rem: Revista Escola de Minas

versão impressa ISSN 0370-4467

Resumo

HUPALO, Marcio Ferreira; RAMOS, Daniele da Silva; RABELO, Alexsandro  e  LIMA, Nelson Batista de. Aspectos cinéticos e microestruturais da transformação bainítica incompleta em ferros nodulares austemperados. Rem: Rev. Esc. Minas [online]. 2012, vol.65, n.2, pp. 217-224. ISSN 0370-4467.  http://dx.doi.org/10.1590/S0370-44672012000200010.

Nesse trabalho, foram estudados aspectos cinéticos da transformação bainítica incompleta em ligas de ferro nodular, contendo 2,36 e 2,68% Si. As amostras foram austenitizadas a 900°C, durante 90 minutos, e austemperadas a 320 e 370ºC, em tempos entre 1,5 e 60 minutos. A caracterização microestrutural foi realizada pelas técnicas de microscopia óptica (MO), microscopia eletrônica de varredura (MEV), difração de Raios X (DRX) e microdureza Vickers. Foi desenvolvido um método de quantificação das frações transformadas por microscopia óptica. Devido ao elevado teor de silício, as ligas apresentaram o fenômeno de estase da transformação bainítica. As amostras tratadas a 320°C apresentaram microestrutura mais refinada e maiores frações transformadas para o início da estase da reação. As frações transformadas obtidas por DRX foram menores que as encontradas por MO. Esse fenômeno foi mais intenso para a menor temperatura de austêmpera. Curvas de transformação isotérmica foram obtidas para todas as condições estudadas. A cinética de transformação bainítica incompleta foi analisada segundo o modelo de Johnson-Mehl-Avrami-Kolmogorov (JMAK). Os valores do expoente n da equação JMAK variaram entre 0,15 e 0,67.

Palavras-chave : Ferro fundido nodular austemperado; transformações de fase; microestrutura; austenita retida; ferrita bainítica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português