SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.52 issue5Improvement in pain, fatigue, and subjective sleep quality through sleep hygiene tips in patients with fibromyalgiaDiagnostic performance and clinical associations of antibodies to the chromatin antigenic system in juvenile systemic lupus erythematosus author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Reumatologia

Print version ISSN 0482-5004

Abstract

MOURA, Mariana Costa; ZAKSZEWSKI, Paola Tamara Silva; SILVA, Marília Barreto Gameiro  and  SKARE, Thelma Larocca. Perfil dos pacientes com manifestações extra-articulares de artrite reumatoide de um serviço ambulatorial em Curitiba, Sul do Brasil. Rev. Bras. Reumatol. [online]. 2012, vol.52, n.5, pp. 686-694. ISSN 0482-5004.  http://dx.doi.org/10.1590/S0482-50042012000500004.

OBJETIVO: Descrever o perfil epidemiológico dos pacientes com manifestações extra-articulares (MEA) de artrite reumatoide (AR) do serviço de referência; relatar a prevalência de MEA e compará-la com dados da literatura; relacionar, se possível, fatores preditores dessas manifestações. PACIENTES E MÉTODOS: Foram revisados 262 prontuários de pacientes com AR, diagnosticados pelos critérios de classificação do American College of Rheumatology (1987), que tiveram consulta médica em 2010. Os dados foram coletados e a análise estatística foi feita por descrições, cálculos matemáticos simples, teste t de Student e qui-quadrado, considerando um nível de significância de 5% (α = 0,05). RESULTADOS: Cento e vinte pacientes (45,8%) apresentaram alguma MEA no curso da doença. Manifestações pulmonares, nódulos reumatoides e Síndrome de Sjögren foram mais prevalentes. Fator reumatoide e anticorpo antipeptídeo cíclico citrulinado foram positivos na maior parte dos pacientes com testes disponíveis. A maioria foi classificada como classe 1 e 2 do Índice Funcional de Steinbrocker. O valor médio do Índice de Atividade da Doença-28 (DAS-28, Disease Activity Score-28) foi de 3,629, e do Questionário de Avaliação de Saúde (HAQ, Health Assessment Questionnaire) foi de 1,12. Evidenciou-se que pacientes com MEA possuem a doença há mais tempo (P < 0,05) e que o tabagismo atual está associado à presença das manifestações (P < 0,05). CONCLUSÕES: A prevalência de pacientes que tiveram MEA ao longo do curso de sua doença foi 45,8%, e é possível correlacionar tabagismo atual e aparecimento de MEA.

Keywords : artrite reumatoide; perfil de saúde; tabagismo.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese