SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3SATISFAÇÃO NO TRABALHO, COMPROMETIMENTO ORGANIZACIONAL E INTENÇÃO DE SAIR: UM ESTUDO ENTRE AS GERAÇÕES X E Y índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


REAd. Revista Eletrônica de Administração (Porto Alegre)

versão impressa ISSN 1980-4164versão On-line ISSN 1413-2311

Resumo

GONDIM, Sônia Maria Guedes et al. CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO DEFINIDAS POR TRABALHADORES. REAd. Rev. eletrôn. adm. (Porto Alegre) [online]. 2015, vol.21, n.3, pp.549-575. ISSN 1980-4164.  http://dx.doi.org/10.1590/1413-2311.0162015.55629.

A criatividade e inovação passam a ser requeridas em virtude das novas configurações nos processos de trabalho, nos formatos organizacionais, nas tecnologias físicas e intangíveis, e ainda nos produtos e mercados. Em paralelo à crescente centralidade e interesse pelos fenômenos de criatividade e de inovação, observa-se o alargamento de seus conceitos. A inflação e banalização de usos tendem a torná-los autoexplicáveis e pouco elucidativos de situações a que se aplicam e dos efeitos associados. A ausência de clareza conceitual contribui, assim, tanto para fragilizar as políticas de promoção da criatividade e inovação nas organizações, quanto para dificultar a adesão dos trabalhadores a tais políticas. O estudo objetivou caracterizar os elementos-chave das definições livres de criatividade e inovação de trabalhadores e a identificação de seu alinhamento a definições e perspectivas teóricas presentes na literatura sobre o tema. Participaram do estudo 231 trabalhadores de países de língua portuguesa, espanhola e euskera, com idade entre 22 a 75 anos de idade. Fez-se uso do software de análise de dados qualitativos Atlas TI 7 versão 1.8 para codificação e categorização. Um ponto de convergência com a literatura especializada foi que a criatividade e inovação apresentaram-se fortemente associadas à novidade no desenvolvimento de uma ideia/produto/processo/serviço. A criatividade, no entanto, é definida mais em termos de fatores disposicionais que de fatores contextuais e situacionais, distanciando-se das perspectivas teóricas atuais. O planejamento como um aspecto-chave para o desenvolvimento da inovação organizacional está praticamente ausente das definições dos trabalhadores. Analisam-se os impactos dessas definições para as práticas de gestão organizacional.

Palavras-chave : Criatividade; Inovação organizacional; Gestão.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )