SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número51A menina e o menino que brincavam de ser...: representações de gênero e sexualidade em pesquisa com criançasFormação de professores, educação infantil e diversidade étnico-racial: saberes e fazeres nesse processo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação

versão impressa ISSN 1413-2478

Resumo

KLEIN, Carin. Educação de mulheres-mães pobres para uma "infância melhor". Rev. Bras. Educ. [online]. 2012, vol.17, n.51, pp.647-660. ISSN 1413-2478.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782012000300009.

Este artigo analisa a veiculação e produção de alguns ensinamentos direcionados a famílias pobres e como eles posicionavam as mulheres, fundamentalmente, como mães amorosas, educadoras e nutrizes "naturais" e culturais das crianças, responsabilizando-as, quase integralmente, pela prevenção e cuidado da saúde da família e pela geração da "infância melhor". Os dados etnográficos foram obtidos no contexto de uma política pública de educação e(m) saúde - Primeira Infância Melhor (PIM/RS) - tal como foi implementada em um lócus específico - a cidade de Canoas -, a fim de apreender como o gênero funciona para organizar relações sociais de poder com base em um conjunto de significados e símbolos construídos. Assim, enquanto as crianças público-alvo do PIM são tomadas como vulneráveis, as famílias pobres, representadas pelas mulheres-mães, precisam assimilar ensinamentos apoiados em esquemas teóricos e científicos capazes de produzir uma determinada posição de sujeito - o da mãe-professora.

Palavras-chave : gênero; maternidade; políticas públicas.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons