SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 número62Brincadeiras de rua, convivência urbana e ecologia dos saberesEscolha do estabelecimento de ensino, mobilização familiar e desempenho escolar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Educação

versão impressa ISSN 1413-2478versão On-line ISSN 1809-449X

Resumo

LONGARAY, DEISE AZEVEDO  e  RIBEIRO, PAULA REGINA COSTA. Espaços educativos e produção das subjetividades gays, travestis e transexuais. Rev. Bras. Educ. [online]. 2015, vol.20, n.62, pp.723-747. ISSN 1413-2478.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-24782015206209.

O artigo tem como objetivo conhecer e compreender como as instâncias sociais - a família, a instituição religiosa, o movimento homossexual (Associação LGBT) e as instituições médicas e psicológicas -, por meio de suas estratégias de governamento, interpelam os sujeitos, produzindo suas subjetividades. Entendemos tais instâncias como espaços educativos, pois nos ensinam modos de ser e estar no mundo. Nesse sentido, analisamos enunciações de alguns sujeitos gays, travestis e transexuais, produzidas por meio de metodologias da história oral temática e da observação participante. Assim, concluímos que a família prima pela coerência entre sexo, gênero, prática sexual e desejo; as instituições médicas e psicológicas buscam diagnosticar e normalizar as atitudes dos sujeitos "desviantes"; as instituições religiosas buscam "condenar" as práticas transgressoras; e o movimento homossexual conduz as práticas dos sujeitos ao instituir as posturas adequadas e coerentes com a política do movimento.

Palavras-chave : sujeito; governamento; heteronormatividade.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )