SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.8 número3A natureza motivacional dos valores humanos: evidências acerca de uma nova tipologiaCaracterização da clientela atendida no Núcleo de Psicologia Aplicada da Universidade Federal do Espírito Santo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Estudos de Psicologia (Natal)

versão impressa ISSN 1413-294X

Resumo

FURLAN, Reinaldo  e  BOCCHI, Josiane Cristina. O corpo como expressão e linguagem em Merleau-Ponty. Estud. psicol. (Natal) [online]. 2003, vol.8, n.3, pp. 445-450. ISSN 1413-294X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2003000300011.

Nosso artigo discorre sobre a importância da noção de corpo na filosofia de Merleau-Ponty. Essencialmente presente nas manifestações intersubjetivas, o corpo encarna a possibilidade de compreensão dos gestos e das palavras, assinalando o caráter corpóreo da significação, cuja apreensão está na reciprocidade de comportamentos vividos na dimensão social. Desenvolvemos também seu conceito de linguagem falada; segundo Merleau-Ponty, o sentido da linguagem expressiva teria sido expropriado da palavra pelas concepções empirista e idealista, fundadas na dicotomia cartesiana. Merleau-Ponty observa uma imanência do sentido na palavra, apontando que a compreensão da linguagem remonta à análise de seu movimento expressivo originário: o gesto. O caráter fundador da linguagem mostra-se nas relações ambíguas entre fala e pensamento, sentido e palavra, significante e significado. Esta ambigüidade, presente em todas as formas de linguagem, constitui a natureza do fenômeno expressivo, revelando a abertura de nossa faticidade originária ao mundo e a nós mesmos.

Palavras-chave : merleau-ponty; corpo; linguagem; fala; expressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português