SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue1Clinical research in Mental Health: the pacients'point of view on the experience of hearing voicesRegular practical motivation for physical activity: an exploratory study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Estudos de Psicologia (Natal)

Print version ISSN 1413-294X

Abstract

SOARES, Rhaisa Gontijo et al. Distância social dos profissionais de saúde em relação à dependência de substâncias psicoativas. Estud. psicol. (Natal) [online]. 2011, vol.16, n.1, pp. 91-98. ISSN 1413-294X.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-294X2011000100012.

A atribuição de características indesejáveis a alguém pode conduzir à rejeição da pessoa rotulada, ocasionando o distanciamento social. O presente estudo teve como objetivos, avaliar as diferenças entre o desejo de distanciamento social dos profissionais de saúde da cidade de Juiz de Fora-MG, Brasil, em relação aos dependentes de álcool, maconha e cocaína, e possíveis relações entre o desejo de distanciamento social em cada um dos casos e variáveis sociodemográficas desses profissionais. Os resultados demonstraram que o distanciamento social foi maior para o dependente de cocaína, não havendo diferença significativa entre os escores das escalas para dependentes de álcool e maconha. Os julgamentos de distância social foram independentes de qualquer característica sociodemográfica da amostra, com exceção do aspecto "nível profissional" em relação ao dependente de álcool. O estudo do desejo de distância social dos profissionais de saúde pode contribuir para a implementação de estratégias de melhora dos serviços.

Keywords : distância social; dependência a substâncias; estigmatização.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese