SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3Análise psicométrica da escala de heteroavaliação de estilos de liderançaFatores influentes no desempenho acadêmico de universitários em ações educacionais a distância índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Estudos de Psicologia (Natal)

versão On-line ISSN 1678-4669

Resumo

PEREZ, Deivis. Produzir saberes sobre o trabalho: Um método em Psicologia. Estud. psicol. (Natal) [online]. 2016, vol.21, n.3, pp.305-316. ISSN 1678-4669.  https://doi.org/10.5935/1678-4669.20160029.

Este estudo teórico teve como objetivos: a) identificar e discutir os fundamentos epistemológicos que condicionaram o desenvolvimento da autoconfrontação; b) metodizar uma proposta de aplicação deste dispositivo. A autoconfrontação a qual referimos é aquela que emergiu no contexto da Clínica da Atividade, ramificação da Psicologia do Trabalho, com raízes na Psicologia Histórico-Cultural de Vigotski. Esse dispositivo caracteriza-se por ser, simultaneamente, um instrumento de coanálise e possível transformação do trabalho, protagonizada por trabalhadores mediados por um pesquisador e, também, de recolha e exame dos dados de investigações científicas. A autoconfrontação tem sido utilizada por pesquisadores da Educação, Linguística Aplicada e Psicologia, mas, a despeito disso, observa-se uma lacuna nos estudos especializados no que diz respeito a elucidar os elementos norteadores dos seus usos. Em face disto, buscamos contribuir com o registro de uma leitura da Clínica da Atividade e uso desse método.

Palavras-chave : psicologia do trabalho; metodologia de pesquisa; clínica do trabalho.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )