SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.11 issue1Assessment of motor sensory losses in the foot and ankle due to diabetic neuropathyDo individuals who present a static difference between the knees also present a difference during gait? author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555On-line version ISSN 1809-9246

Abstract

PANTONI, CBF et al. Estudo da modulação autonômica da freqüência cardíaca em repouso de pacientes idosos com doença pulmonar obstrutiva crônica. Rev. bras. fisioter. [online]. 2007, vol.11, n.1, pp.35-41. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552007000100007.

OBJETIVO: Avaliar a variabilidade da freqüência cardíaca (VFC) de pacientes idosos com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e de idosos saudáveis frente à mudança postural. MÉTODOS: Foram estudados 9 indivíduos com DPOC (70 anos) e 8 saudáveis (68 anos). A freqüência cardíaca e os intervalos R-R (iR-R) do eletrocardiograma foram registrados durante 360 s nas posturas supina e sentada. A VFC foi analisada no domínio do tempo (DT) (índice RMSSD - raiz quadrada da média dos quadrados das diferenças entre os iR-R sucessivos e SDNN - desvio-padrão da média dos iR-R normais em ms) e no domínio da freqüência (DF), pelas bandas de baixa (BF) e alta freqüência (AF) em unidades absolutas (ua) e normalizadas (un), e da razão BF/AF. Para análise intergrupo e intragrupo foram utilizados os testes de Mann-Whitney e Wilcoxon, respectivamente, com nível de significância de p< 0,05 (valores em mediana). RESULTADOS: No DT, o grupo controle (GC) apresentou valores significativamente maiores do RMSSD (14,6 versus 8,3ms) e SDNN (23,0 versus 13,5ms) na postura sentada, quando comparado ao grupo DPOC (GD). No DF, o GC apresentou valores significativamente maiores dos componentes de AF, na posição supina (39,0 versus 7,8 ua) e dos componentes de BF (146,7 versus 24,4 ua) e AF (67,6 versus 22,7 ua), na posição sentada, bem como do espectro total de potência (552,5 versus 182,9ms2). CONCLUSÃO: Pacientes portadores de DPOC apresentaram redução da VFC com diminuição da atividade simpática e vagal e não apresentaram ajustes autonômicos frente à mudança postural, assim como os idosos saudáveis.

Keywords : variabilidade da freqüência cardíaca; doença pulmonar obstrutiva crônica; sistema nervoso autônomo; condição de repouso.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License