SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue4Immediate versus later exercises for rat sciatic nerve regeneration after axonotmesis: histomorphometric and functional analysesGait speed, balance and age: a correlational study among elderly women with and without participation in a therapeutic exercise program author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555On-line version ISSN 1809-9246

Abstract

NUNES, LCBG; QUEVEDO, AAF  and  MAGDALON, EC. Efeitos de estimulação elétrica neuromuscular no músculo tibial anterior em crianças hemiparéticas espásticas. Rev. bras. fisioter. [online]. 2008, vol.12, n.4, pp.317-323. ISSN 1809-9246.  https://doi.org/10.1590/S1413-35552008000400011.

OBJETIVO: Este estudo avaliou os efeitos da estimulação elétrica neuromuscular (EENM) na força, amplitude de movimento (ADM) e função motora grossa (FMG) em pé, andando, correndo e pulando de crianças hemiparéticas espásticas. MÉTODOS: Dez crianças foram divididas em dois grupos de cinco. As que realizavam sessões de fisioterapia duas vezes por semana tiveram duas sessões semanais de EENM de 30 minutos cada (grupo 1), enquanto as que compareciam à uma sessão tiveram uma sessão semanal (grupo 2), ambas por sete semanas. As crianças foram avaliadas três vezes: antes do início do protocolo de EENM (inicial), ao final do protocolo (final) e oito semanas após a avaliação final (tardia). As avaliações englobaram goniometria manual da dorsiflexão de tornozelo, força muscular manual do tibial anterior e função motora grossa, (Gross Motor Function Measure em pé, andando correndo e pulando). A análise estatística foi feita pelos testes de Wilcoxon e Mann-Whitney, com p adotado de 0,05. RESULTADOS: Houve aumentos significativos na força muscular, na FMG e na ADM passiva da dorsiflexão de tornozelo em ambos os grupos, assim como na dorsiflexão ativa no primeiro grupo. Nenhuma diferença significativa foi encontrada entre os grupos. CONCLUSÕES: As melhoras obtidas na ADM, força muscular e FMG demonstram que o uso da EENM foi eficaz nos dois grupos, não tendo sido encontradas diferenças significativas entre os mesmos. Este estudo sugere que a EENM pode ser útil no auxílio à terapia, mesmo em baixas freqüências, como uma vez por semana. Estudos adicionais são necessários para confirmar estes achados.

Keywords : estimulação elétrica; crianças hemiparéticas; espasticidade; paralisia cerebral; tibial anterior.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License