SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue5Contralateral force irradiation for the activation of tibialis anterior muscle in carriers of Charcot-Marie-Tooth disease: effect of PNF intervention programPerformance of hemiplegic patients in 180º turns in the direction of the paretic and non-paretic sides before and after a training program author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555On-line version ISSN 1809-9246

Abstract

LUIZ, Lívia C.; REBELATTO, José R.; COIMBRA, Arlete M.V.  and  RICCI, Natalia A.. Associação entre déficit visual e aspectos clínico-funcionais em idosos da comunidade. Rev. bras. fisioter. [online]. 2009, vol.13, n.5, pp.444-450.  Epub Sep 11, 2009. ISSN 1413-3555.  https://doi.org/10.1590/S1413-35552009005000049.

OBJETIVO: Identificar os fatores funcionais associados com o déficit visual em idosos da comunidade. MÉTODOS: Foram avaliados 96 idosos quanto à acuidade visual por meio da tabela direcional de Snellen e categorizados em relação à baixa visão (acuidade visual <0,3) e visão normal (acuidade visual >0,3). Os fatores funcionais analisados foram: número de quedas, presença de doenças visuais, saúde mental, pela Geriatric Depression Scale (GDS), funcionalidade nas atividades diárias pelo Brazilian OARS Multidimensional Functional Assessment Questionnaire (BOMFAQ) e a mobilidade funcional pelo Timed Up & Go Test (TUG). A análise inferencial foi realizada por meio dos testes Qui-Quadrado, Mann-Whitney e Coeficiente de Correlação de Spearman, considerando α=0,05. RESULTADOS: Apresentaram baixa visão 17,7% (n=17) dos idosos. Em relação aos idosos com visão normal, os idosos com baixa visão apresentaram idade mais avançada (p<0,001), maior número de doenças de olho e anexos (p=0,023), maiores pontuações para humor deprimido (p=0,002), pior equilíbrio no TUG (p=0,003) e maior número de atividades instrumentais de vida diária comprometidas (p=0,009). Na análise de correlação, quanto menor a acuidade visual, maior a idade, o número de quedas, o número de atividades comprometidas e o tempo no TUG. CONCLUSÕES: Os idosos com déficit visual desta amostra exibiram maior comprometimento funcional. Os dados deste estudo contribuem para a elaboração de uma avaliação fisioterapêutica voltada aos aspectos que possam identificar as limitações funcionais dos idosos com déficit visual e, consequentemente, estabelecer um plano terapêutico mais direcionado a sanar as dificuldades no cotidiano desses idosos.

Keywords : acuidade visual; baixa visão; atividades cotidianas; limitação da mobilidade; idoso.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License