SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue1Maximal respiratory pressure in healthy 20 to 89 year-old sedentary individuals of central São Paulo StateComparative analysis of the six-minute walk test in healthy children and adolescents author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555

Abstract

HERNANDEZ, Salma S. S.; COELHO, Flávia G. M.; GOBBI, Sebastião  and  STELLA, Florindo. Efeitos de um programa de atividade física nas funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas em idosos com demência de Alzheimer. Rev. bras. fisioter. [online]. 2010, vol.14, n.1, pp. 68-74. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552010000100011.

OBJETIVO: Analisar os efeitos de um programa de atividade física regular, sistematizado e supervisionado sobre as funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas de idosos com demência de Alzheimer (DA). MÉTODOS: Dezesseis idosos com idade média de 78,5±6,8 anos foram alocados em dois grupos: grupo intervenção (GI; n=9) e grupo rotina (GR; n=7). O GI praticou seis meses de atividade física sistematizada, e ambos os grupos foram avaliados por meio dos seguintes testes: Mini Exame do Estado Mental (MEEM), Escala de Equilíbrio Funcional de Berg (EEFB), Timed Up and Go (TUG) e de Agilidade e Equilíbrio Dinâmico (AGILEQ) da bateria da American Alliance for Health Recreation and Dance (AAHPERD). RESULTADOS: Houve interação estatisticamente significativa (ANOVA two way; F1,14=32,07; p=0,01) entre grupos e momentos para o teste AGILEQ. O teste U Mann Whitney apontou diferenças significantes intergrupos (p=0,03) apenas no momento pós-intervenção para o TUG avaliado em passos e para a EEFB; portanto sem mostrar diferença significante no TUG, EEFB e MEEM no momento pré intervenção, bem como no momento pós-intervenção para o TUG em segundos e para o MEEM. Na análise intragrupo, o teste de Wilcoxon mostrou piora significativa no MEEM, TUG e EEFB do GR, mas não do GI. O coeficiente de Spearman mostrou correlação significativa entre os resultados do MEEM e AGILEQ. CONCLUSÕES: A atividade física parece representar uma importante abordagem não farmacológica, beneficiando as funções cognitivas e o equilíbrio com diminuição do risco de quedas. Além disto, a agilidade e o equilíbrio estão associados com funções cognitivas em idosos com DA.

Keywords : exercício físico; cognição; equilíbrio; quedas; Alzheimer.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese