SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Efeitos da ELTGOL e do Flutter® nos volumes pulmonares dinâmicos e estáticos e na remoção de secreção de pacientes com bronquiectasiaDiferentes instruções durante teste de velocidade de marcha determinam aumento significativo na velocidade máxima de indivíduos com hemiparesia crônica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Physical Therapy

versão impressa ISSN 1413-3555

Resumo

MORAES, Wilson M. De et al. Programa de exercícios físicos baseado em frequência semanal mínima: efeitos na pressão arterial e aptidão física em idosos hipertensos. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.2, pp.114-121.  Epub 05-Abr-2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000013.

CONTEXTUALIZAÇÃO: O treinamento físico (TF) é capaz de reduzir a pressão arterial (PA) e prevenir o declínio da capacidade funcional. Entretanto, pouco tem sido estudado sobre os efeitos de menores volumes de treinamento em idosos com hipertensão arterial (HA). OBJETIVOS: Investigar os efeitos de um programa de TF multicomponente (treinamento aeróbico, força, flexibilidade e equilíbrio) na PA, aptidão física e capacidade funcional de idosos com HA. MÉTODOS: Trinta e seis idosos com HA e tratamento clínico otimizado foram submetidos a um programa de exercícios físicos multicomponente, com duas sessões semanais de 60 minutos cada, durante 12 semanas, em uma Unidade Básica de Saúde (UBS). RESULTADOS: Comparados aos valores antes do TF, observou-se redução de 3,6% da PA sistólica (p<0,001), de 1,2% da PA diastólica (p<0,001), de 1,1% do índice de massa corporal (IMC) (p<0,001) e de 2,5% da glicemia periférica em jejum (p=0,002). Observou-se melhora em todos os domínios da aptidão física, como força muscular (testes de levantar da cadeira e flexão de cotovelos, p<0,001); equilíbrio estático (teste de apoio unipodal, p=0,029), capacidade aeróbica (teste de marcha estacionária, p<0,001), com exceção da flexibilidade (teste de sentar e alcançar). Além disso, houve redução no tempo utilizado para realização de dois testes de avaliação da capacidade funcional, o de "calçar meias" e o de "sentar, levantar-se da cadeira e locomover-se pela casa" (p<0,001). CONCLUSÕES: O TF com duas sessões semanais em idosos hipertensos repercutiu na melhora dos indicadores metabólicos, da aptidão física e da capacidade funcional e atuou como auxiliar no controle da PA. Registro de Ensaios Clínicos RBR-2xgjh3.

Palavras-chave : hipertensão; exercício físico; aptidão física; reabilitação; idoso.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons