SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue3Chest physical therapy is effective in reducing the clinical score in bronchiolitis: randomized controlled trialProposal of non-invasive experimental model to induce scoliosis in rats author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555

Abstract

MAGALHAES, Maurício O.; COSTA, Leonardo O. P.; CABRAL, Cristina M. N.  and  MACHADO, Luciana A. C.. Atitudes e crenças de fisioterapeutas brasileiros em relação à dor lombar crônica: um estudo transversal. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.3, pp.248-253.  Epub Apr 05, 2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000014.

OBJETIVOS: Avaliar as atitudes e crenças de fisioterapeutas brasileiros sobre a dor lombar crônica e identificar características sociodemográficas que as influenciam. MÉTODOS: Este estudo transversal incluiu 100 fisioterapeutas brasileiros que atendem pacientes com dor lombar crônica em sua rotina clínica. As atitudes e crenças foram avaliadas pela Pain Attitudes and Beliefs Scale for Physiotherapists (PABS.PT) e Health Care Providers' Pain and Impairment Relationship Scale (HC-PAIRS). Foram construídos modelos de regressão linear multivariada para verificar as possíveis características sociodemográficas que poderiam estar associadas com as atitudes e crenças dos fisioterapeutas. RESULTADOS: Os escores médios dos fatores biomédico e comportamental da PABS.PT foram 27,06 (DP 7,19) e 24,34 (DP 6,31), respectivamente, e o escore médio da HC-PAIRS foi 45,45 (DP 10,45). O escore do PABS.PTFator biomédico foi associado com gênero e anos de experiência profissional. Já o escore do PABS.PTFator comportamental não foi associado com nenhuma variável. O escore do HC-PAIRS foi significativamente associado com o número de pacientes com dor lombar atendido por mês. Esses resultados indicam que fisioterapeutas experientes tendem a seguir uma abordagem biomédica no tratamento de pacientes com dor lombar crônica. Além disso, quanto menor a experiência profissional, mais forte é a crença na relação entre dor e incapacidade. CONCLUSÕES: Os fisioterapeutas brasileiros mostram-se incertos acerca dos fatores que envolvem o desenvolvimento e a manutenção da dor lombar crônica e também sobre a relação entre dor e incapacidade nesses pacientes. Isso põe em questão as atitudes e práticas em relação ao manejo dos pacientes com dor lombar crônica no Brasil.

Keywords : dor lombar crônica; fisioterapia; conhecimentos em saúde; atitudes; prática clínica.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License