SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue5Relationship between joint passive stiffness and hip lateral rotator concentric torqueHeart rate assessment during maximal static expiratory pressure and Valsalva maneuver in healthy young men author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Brazilian Journal of Physical Therapy

Print version ISSN 1413-3555

Abstract

COSTA, Larissa R.; COSTA, José L. R.; OISHI, Jorge  and  DRIUSSO, Patricia. Distribuição de fisioterapeutas entre estabelecimentos públicos e privados nos diferentes níveis de complexidade de atenção à saúde. Rev. bras. fisioter. [online]. 2012, vol.16, n.5, pp. 422-430.  Epub Oct 09, 2012. ISSN 1413-3555.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-35552012005000051.

CONTEXTUALIZAÇÃO: O Sistema Único de Saúde (SUS) é organizado de forma regionalizada e hierarquizada, apresentando três níveis de complexidade de atenção à saúde. A atenção primária à saúde (APS) representa o primeiro elemento de um continuado processo de assistência à saúde, sendo complementada pelas ações especializadas. No entanto, a centralidade na atenção especializada ainda é uma realidade no país, principalmente no setor privado. Estudos sobre a distribuição das profissões no sistema de saúde permitem a formulação de políticas adequadas que fortaleçam a APS. OBJETIVOS: Investigar a distribuição dos fisioterapeutas nos níveis de complexidade de atenção à saúde e entre os estabelecimentos públicos e privados de acordo com dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES). MÉTODO: Foi realizado um estudo transversal descritivo. Os dados foram coletados no banco nacional do CNES, em março de 2010, sendo analisados por técnicas estatísticas descritivas. RESULTADOS: Foram identificados 53.181 cadastros de fisioterapeutas, com 60% vinculados ao setor privado. Apenas 13% de todos os cadastros estiveram vinculados à APS. A predominância na atenção especializada ocorreu no setor público (65%) e privado (aproximadamente 100%), sendo o maior número de profissionais vinculados a estabelecimentos privados especializados da região Sudeste (16.043). Apenas o setor público da região Sul apresentou maioria na APS. Quando considerados os portes dos municípios, verifica-se concentração na atenção especializada em municípios de maior porte. CONCLUSÃO: Este estudo identificou concentração de fisioterapeutas na atenção especializada, majoritariamente em municípios de maior porte populacional e no setor privado, sendo ainda restrita a participação na APS.

Keywords : fisioterapia; saúde pública; setor privado; atenção primaria à saúde; assistência ambulatorial; assistência hospitalar.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese